20 de jun de 2015

Respeito e tolerância religiosa no Brasil ainda é um caminho a se percorrer

Então galera, hoje o assunto abordado com vocês vai ser um pouco diferente do que eu costumo falar aqui. No sábado (6), eu compartilhei uma imagem no meu perfil do Facebook - vou colocar o print do compartilhamento abaixo - sobre pessoas que não creem que exista um Deus. 

E esse meu compartilhamento gerou um diálogo muito agradável com o meu atual professor de história Nicolau Neto pelo próprio bate-papo do Facebook. E durante esse agradável diálogo eu pensei em o próprio escrever um pequeno texto sobre respeito e tolerância a religiosidade no Brasil. 


E eis aqui o conteúdo:

 "Falar de repeito e de tolerância quando o assunto em questão é a religiosidade no Brasil não é uma das tarefas das mais fáceis. Seria mais simples nos expressar sobre o seu inverso, ou seja, a falta de respeito e a intolerância religiosa. 
Mas, você - caro leitor, minha leitora - saberia definir o que esses termos significam?  Intolerância nada mais é do que um termo que descreve uma atitude caracterizada pela ausência de habilidade ou pela falta de vontade em perceber nas crenças alheias algo digno de repeito. Em outras palavras, intolerância religiosa é, por tanto, a falta de respeito para com a religião do outro. É a velha ideia de que “o meu deus salva” e o “teu deus não”. 
Mas talvez você esteja se perguntando o porquê de ter dedicado alguns minutos do meu tempo para falar sobre isso, já que não tenho nenhuma religião e não sigo nenhum dogma. 
Calma, eu explico. Em primeiro lugar, falo do tema porque recebi o convite da minha aluna Daiane Santos, do Curso Técnico em Redes de Computadores para postagem em seu blog. Depois, porque não há como falar de religião sem me referir ao estado laico. Isso significa que o pais não pode e nem deve adotar nenhuma religião (mas isso ficou apenas no papel). Acrescento ainda quanto a laicidade do estado que por ele as liberdades de expressão e de culto são asseguradas pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e pela Constituição Federal de 1988. São assegurados ainda o livre pensamento dos que não professam nenhuma religião e daqueles que partem do princípio de que deus não exista (Ateus). 
Porém, a falta de conhecimento dos documentos bases do Brasil fazem com que se tenha muito desrespeito para com nossos semelhantes. Muitas mortes foram cometidas em nome de Deus. Muitas religiões foram e são perseguidas por aqueles que se julgam “os donos da verdade” e, portanto, os “únicos a serem salvos”.  
Outros ainda têm a audácia de levantarem a voz e esquecendo um passado não muito recente e culparem as pessoas que cometem crimes de “não possuírem Deus no coração” ou não acreditarem na existência deste. 
É digno de registro ainda que não se pode praticar violência contra, ou ser contra algo que não se conhece ou só porque não faz parte do seu universo. Menosprezar a religião do outro e acreditar que a sua é a verdadeira é não perceber o outro como um sujeito de direito. Dizer que seu(a) vizinho(a), seu(a) amigo(a) e companheiro de jornada não acredita em nada só porque ele dúvida da existência divina ou não acredita que Deus possa existir é de uma falta de inteligência gritante e quem o(a) faz precisa urgentemente ter mais aulas de história e formação cidadã."

 Vocês devem está se perguntando: "Pra que Daiane trouxe esse material para a gente ler?" ou "Daiane nunca fala sobre assuntos "sérios", por que está falando agora?" Então, eu trouxe esse tema para vocês hoje por que diariamente vejo pessoas serem desrespeitadas e humilhadas pelo simples fato de não ter religião ou não acreditar na existência de Deus. E diante disso eu fico angustiada e revoltada por não poder desconstruir a mente desse individuo que humilha outro por esse outro ser diferente dele. Eu sei que a maioria das pessoas que conhecem e acompanham o DJS sabe que sou contra o pensamento que todas as pessoas devem seguir um determinado padrão ditado por uma mídia e sociedade altamente capitalista e sem senso comum e solidário. Portanto, essa é a minha opinião junto com o professor Nicolau.



Espero que vocês tenham gostado... Acredito que nunca fiz uma postagem tão grande. Mas é que vejamos, o assunto tratado requer uma grande quantidade de linhas.

2 comentários:

  1. Meus parabéns pelo blog e pela inciativa em procurar pessoas para falar sobre temas tão importantes como o que ora escrevemos.

    Sucessos sempre e bem-vindas ao universo da blogosfera.

    Saudações!!!!

    Professor Nicolau.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, vamos ler, e responde-los! Obrigado...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dois Jeitos de Ser - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Daiane Santos ¬ Vitória Alves.
Tecnologia do Blogger.