19 de out de 2016

Resenha: O navio das noivas

Não existe coisa melhor que ganhar presentes, né? Ainda mais se forem livros! Eu não conhecia O navio das noivas até ganhá-lo de presente de aniversário da Day <3 Esse já um motivo para ele ser bastante especial, rs. E como eu não poderia deixar de compartilhar com vocês, hoje eu trouxe uma resenha! Vem aqui conhecer mais sobre esse livro!

Bom, eu só tinha lido da Jojo Moyes os livros Como eu era antes de você e Depois de você (e confesso que ainda não me recuperei do final do primeiro, rs).  Admito que no início a leitura é meio lenta, não me prendeu imediatamente, mas quando você vai lendo começa a se apaixonar por pelo menos um dos personagens, pois é certeza que um deles vai te cativar ou te deixar curioso, você vai torcer por um final feliz para todos.

A maior parte da história se passa após o fim da 2º Guerra Mundial, quando as esposas de militares ingleses que estavam em serviço no exterior começaram a ser levadas para a Inglaterra ao encontro de seus maridos. Mais de 600 noivas australianas embarcam no porta-aviões HMS Victorious, com a companhia de mais de mil marinheiros, munição e dezenove aeronaves, em busca do reencontro com os amores da sua vida, os homens por quem se apaixonaram e se casaram. O navio não tem o luxo que elas esperavam, mas mesmo em meio a centenas de desconhecidos, elas carregam uma enorme fé de que ao chegarem em seu destino, encontrarão a felicidade. Mas muita coisa acontece durante este trajeto.

Temos 4 protagonistas: Margaret, a menina do interior grávida já no fim da gestação e alegre; Avice, uma moça da alta sociedade, mimada e egoísta ; Jean, que é apenas uma adolescente que apesar de parecer "atirada", o que era inaceitável na época, é completamente inocente, ingênua e sincera; e Frances, uma enfermeira super discreta, que não gosta de atenção e guarda um dos maiores segredos do livro (que inclusive, sem spoilers, é um fardo enorme que ela carrega e o motivo que faz só querer recomeçar). Destacam-se também o Almirante Highfield e o Fuzileiro Naval Nicol.

Elas dividem o mesmo quarto, no começo isso é meio complicado, pois as 4 são bem diferentes, mas aos poucos você começa a conhecer um pouco mais da história de cada uma e ao mesmo tempo elas próprias se conhecem melhor e as amizades começam a surgir. Conhecemos suas histórias, seus medos e segredos, sabemos como cada uma delas veio parar ali, quem são seus maridos e o que desejam para o futuro.

Conforme os dias vão passando, a rotina no navio é bem diferente. Existem atividades e aulas que as ajudarão as mulheres a adaptar-se a nova vida. Sem falar que as mulheres não poderiam manter contato com os tribulantes - marinheiros - e a comunicação com a família demorava a chegar, ou chegava com notícias que podiam abalar algumas das noivas. O navio das noivas vai além da ficção e apresenta trechos reais retirados de revistas e diários da época, o que também é muito interessante.

Bom, não posso falar muito mais sobre a história, porquê senão vou acabar enchendo esse post de spoilers, rs. Mas como eu já falei,  não tem como você não se apegar aos personagens. Jojo tem o talento de sempre fazer com que você sinta seu coração na mão. Foi impossível não sentir algumas lágrimas em vários momentos da história. O desfecho é de partir o coração de muitas formas. Enfim, é uma história que merece ser lida. Se você já conhecia o livro ou ficou interessadx nele, me fala nos comentários!

2 comentários:

  1. Eu adorei ''como eu era antes de você'' e acho que esse também parece ser ótimo e a capa também é muito bonito.

    Eu indiquei você para responder uma tag no meu blog.
    http://blogaventurasdiarias.blogspot.com.br/2016/11/tag-8-coisas.html

    ResponderExcluir
  2. Comecei a ler esse,li umas 60 páginas e cansei,comecei a embaralhar tudo kkkkk vou ver se volto a ler,ou se leio outro e tento voltar depois,enfim,sua resenha me convenceu a tentar de novo ♥
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, vamos ler, e responde-los! Obrigado...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dois Jeitos de Ser - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Daiane Santos ¬ Vitória Alves.
Tecnologia do Blogger.