3 de nov de 2015

Por que ser feminista?



Por que ser feminista? Diversas vezes me deparo com essa pergunta. 'Por que sou feminista? Por que argumento tanto a favor do feminismo?' Lembro-me bem quando me deparei pela primeira vez com um ato machista. Eu tinha 6 anos e estava brincando de futebol no meio da rua com os meus vizinhos, estava tão divertido... Daí uma amiga da minha mãe que estava na minha casa, viu a cena e falou para a minha mãe: "Você deixa sua filha brincar com brincadeiras de homem?" Sempre fui uma criança curiosa, quando não sabia de alguma coisa, sempre procurava uma forma de perguntar, até entender. Sendo assim, perguntei a minha mãe o que era brincadeira de homem. A resposta de minha mãe foi curta e grossa: Brincadeira de homem é futebol, carrinho, etc. Brincadeiras que somente homens brincam. Óbvio que eu não fiquei calada depois da resposta. Adorava brincar 'brincadeiras de homem' e não era uma resposta dessas que iria me convencer de que eu deveria abandonar uma bola e ir brincar com bonecas. Eu falei, falei, falei... E continuo falando! Não é uma atitude machista, um assédio... que vai me calar! Pelo contrário, a cada ato desses, minha garganta vai gritar cada vez mais alto: FEMINISMO!
Mas por quê? Por que somos mulheres, eles são homens e NÓS somos seres humanos! Temos direitos e deveres iguais... Então, por que um sexo tem que sobressair sobre outro pelo simples motivo de ser do sexo oposto? Não. Eu digo não quanto a isso. E espero que a cada dia, a cada minuto, as pessoas, a sociedade, mudem suas formas de pensar e tenham um senso crítico sobre as pequenas ações do dia a dia. Para assim, construir uma sociedade justa e igualitária.

2 comentários:

  1. Eu fiquei muito feliz de ler esse texto. Lembro que meus pais não me deixavam soltar pipa porque era coisa de moleque. Que esse sexismo todo seja extinto <3

    http://www.biancaeosbaloes.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei seu texto, isso mesmo garota não deixe de fazer o que gosta por conta dos outros, mostre para eles que mulher pode sim fazer tudo, que somos todos iguais e assim devemos ser tratados.
    Me identifiquei bastante com essa história, eu gostava mais de brincar com meu irmão mais novo que brincar de casinha, boneca, sempre achei mais divertido, correr, jogar bola, é mais legal do que ficar sentada fingindo cozinhar e ser mãe de uma boneca. Esse texto é super legal, Parabéns, falando isso de uma feminista para outra :)
    http://misssessonhadoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, vamos ler, e responde-los! Obrigado...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dois Jeitos de Ser - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Daiane Santos ¬ Vitória Alves.
Tecnologia do Blogger.