16 de dez de 2015

E esse sentimento ruim não passa...

   
     Quando a raiva, a tristeza e a solidão sobem à cabeça e eu tenho vontade de sair gritando por aí, até que o mundo inteiro saiba tudo que está entalado aqui dentro de mim há séculos. E esse sentimento ruim não passa. 
    Quando eu já coloquei para fora todas as lágrimas do estoque, já chorei mares abraçada ao travesseiro até ele ficar encharcado, já estou com os olhos roxos de tanto chorar. E esse sentimento ruim não passa. 
     Quando estou cansada em todos os sentidos, esgotada, quase sem conseguir pensar direito, e o universo parece conspirar contra mim. E esse sentimento ruim não passa. 
     Quando eu acabo magoando as pessoas que estão ao meu redor mesmo sem intenção, quando todos cobram de mim uma perfeição que não sou capaz de possuir. E esse sentimento ruim não passa. 
      Quando eu tento fingir que está tudo bem, que é só mais uma fase ruim que vou passar, mas na verdade não está nada bem. E esse sentimento ruim não passa. 
      É nesse momento que eu não aguento mais, e explodo. Explodo colocando para fora tudo que estou sentindo, antes que esse sentimento ruim tome conta de mim e se torne permanente. Não importa quando, onde,, nem como. O que importa é essa explosão, que te  impede de ser moradia fixa desse sentimento. Então exploda, se o sentimento ruim não passar, ao menos vai diminuir. 

4 comentários:

  1. Amei,o começo reflete bem uma fase que estou passando,mas já já fica tudo bem ;)
    Texto muito bom :D
    Beijos ^.^

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou Jenny! E espero que essa fase ruim passe logo!

    ResponderExcluir
  3. que lindo.
    Amei o texto, as vezes me sinto assim também :(
    Parabéns
    http://mundo-daisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruim né Eloisa? Mas que bom que gostou, e espero que esse sentimento passe!

      Excluir

Obrigada por comentar, vamos ler, e responde-los! Obrigado...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dois Jeitos de Ser - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Daiane Santos ¬ Vitória Alves.
Tecnologia do Blogger.