29 de jun de 2015

Não sou obrigada a N-A-D-A

    Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogs Up, e foi inspirado no vídeo que estará logo abaixo. Eu amei a ideia, por isso vim aqui falar para vocês o que eu não sou obrigada a fazer.
    Não sou obrigada por exemplo, a aturar a falsidade de certas pessoas. Falaram uma vez que sou muito sincera, e deve ser por isso que odeio falsidade. Acho horrível quando alguém age de um jeito quando está  perto de você, e depois age de outro totalmente diferente.

    Também não sou obrigada a seguir seu blog só por quê você seguiu o meu. Sério gente, não entendo por quê algumas pessoas fazem isso. Para mim, o que significa é a qualidade,e não a quantidade. Do que adianta ter centenas de seguidores, se nenhum demonstra que gosta do seu blog, não comenta, não faz nada, nem ao menos lê, é só um número?
    Não sou obrigada a seguir um padrão imposto pela sociedade que diz as características que devemos ter para sermos “bonitos” e de coisas a se fazer para sermos pessoas “normais”. Quem nasceu gordo, precisa emagrecer, quem nasceu com uma mancha, precisa removê-la, qualquer mínimo detalhe que vá contra o que nos é imposto deve ser tratado, removido, modificado? #NuncaSeIluda! Sou feliz do jeito que sou! É claro que todos temos insatisfações com o próprio corpo, mas devemos mudar por nós, para nos sentirmos bem, e não pelos outros.
    Enfim, essas são apenas algumas coisas de que não sou obrigada! Espero que tenham gostado!
E você? Não é obrigado a quê? Me conta nos comentários! 
    



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar, vamos ler, e responde-los! Obrigado...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dois Jeitos de Ser - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Daiane Santos ¬ Vitória Alves.
Tecnologia do Blogger.